ImprensaNotícias

Crise econômica: Com menor procura por financiamentos, lucro da Caixa Econômica desaba 45,9%

Caixa economica foto ABrO impacto da forte crise econômica instalada no país já pode ser sentido no rendimento dos bancos públicos. Uma forte queda nas receitas de crédito e serviços levou o lucro líquido da Caixa Econômica Federal (CEF) a cair praticamente à metade nos três primeiros meses de 2016. Os índices de inadimplência do banco também voltaram a subir.

A Caixa é historicamente o maior banco concessor de crédito imobiliário do país, mas anunciou nesta segunda-feira (9) que seu lucro líquido de janeiro a março ficou em R$ 838 milhões – numa queda de 45,9% comparada o mesmo período de 2015. As informações são da matéria publicada hoje (9) pelo portal Uol.

O resultado operacional, que mede o desempenho recorrente do banco, teve queda ainda mais acentuada: de 52,2%, na comparação anual, para R$ 385 milhões. De acordo com a matéria, um dos responsáveis por esse declínio foi a desaceleração das receitas com financiamento. No fim de março, o estoque de crédito da Caixa era de R$ 684,16 bilhões.

O índice de inadimplência do banco público, considerando atrasos acima de 90 dias, foi a 3,51% ao fim de março, queda de 0,04 ponto percentual perante o quarto trimestre, de 3,55%. Em um ano, quando estava em 2,85%, porém, cresceu 0,66 ponto percentual.

A rentabilidade da Caixa sobre o patrimônio líquido médio, índice que mede como os bancos remuneram o capital do acionista, ficou em apenas 10,27%, recuo de 3,45 pontos perante o ano anterior, uma das menores registradas dos últimos anos.