ImprensaNotícias

Após oferecer ajuda para a crise venezuelana, Serra critica desrespeito aos direitos humanos no país

jose serra foto George GianniBrasília (DF) – O ministro das Relações Exteriores, José Serra (PSDB-SP), voltou a criticar a situação de desrespeito aos direitos humanos na Venezuela. Após reunião com o chanceler do Paraguai, Eladio Loizaga, nesta quarta-feira (8), Serra destacou que os dois países veem com preocupação a crise econômica e social venezuelana. A declaração veio dois dias após o Brasil divulgar nota oferecendo ajuda humanitária ao país vizinho.

“Brasil e Paraguai acompanham com preocupação a crise, inclusive a deterioração das condições da economia, o desrespeito aos direitos humanos e a situação de carência que se estende a medicamentos”, afirmou José Serra.

Segundo reportagem publicada nesta quinta-feira (9) pelo jornal O Globo, a viagem de Eladio Loizaga a Brasília foi a primeira visita oficial de um chanceler estrangeiro após o presidente em exercício Michel Temer (PMDB) assumir o poder. O ministro das Relações Exteriores paraguaio indicou o apoio de seu governo à gestão de Temer, com quem também se reuniu.

Loizaga e Serra também discutiram sobre o acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia. “O Mercosul tem hoje uma relação melhor com o exterior. Vamos avançar nas negociações com a União Europeia, mas não será fácil”, considerou o paraguaio.