ImprensaNotícias

Em discurso, Mara Lima repudia violência sexual contra mulheres

Mara LimaA deputada Mara Lima, presidente do PSDB Mulher e presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa, fez um discurso, nesta segunda-feira (30), repudiando a violência praticada contra a menina de 16 anos que foi violentada por mais de 30 abusadores no Rio de Janeiro. “É um caso que grita aos nossos ouvidos! Fala-se em 34 abusadores. Um estupro coletivo! Esse, no entanto, não é um caso isolado. A cada quatro minutos uma mulher é violentada sexualmente no Brasil! Somando, por ano, são 147.691 registros. Ou seja, 405 casos por dia!”, disse a deputada.

Mara Lima lembrou que na madrugada deste domingo, dia 29 de maio, uma mulher de 48 anos foi cruelmente espancada pelo ex-marido em um bairro em Campo Mourão, tendo um dos seios perfurado por ferro de construção. O agressor ainda não foi localizado.No Piauí, disse a deputada, uma adolescente foi vítima de estupro coletivo, violentada e agredida por cinco elementos e até agora ninguém foi preso.

Em Paranaguá, lembrou Mara Lima, uma menina foi estuprada, agredida repetidamente, várias e várias vezes durante pelo menos quatro anos e, na última quarta-feira (25), sofreu um edema cerebral provocado pelas lesões repetidas. “O caso pode parecer história de filme de terror, mas aconteceu em Paranaguá, aqui do nosso lado, e a vítima, uma menina de apenas 15 anos, morreu. O homem apontado como autor do crime, era o companheiro que morava com a jovem. Companheiro?”, questionou.

A deputada também cobrou o fim da “lógica justificadora” que tenta lançar para as vítimas a culpa pelos crimes. “Precisamos adotar medidas eficazes no que se refere ao dever do Estado de investigar, processar e punir essas violações; precisamos adotar todas as medidas para dar total e integral apoio e assistência às vítimas; precisamos de medidas preventivas de verdade, que fomentem a educação com parâmetros não sexistas e igualitários”, finalizou.

*Assessoria da deputada Mara Lima