ImprensaNotícias

PSDB-Mulher do Ceará realiza 2ª ‘Roda de Conversas’, comemorando liderança de Tasso em pesquisa

PSDB-CEBrasília – A Comissão Provisória do PSDB-Mulher no Ceará realizou, nesta quarta-feira (31), na sede do partido, em Fortaleza, a segunda edição do projeto “Roda de Conversas”, cujo objetivo é promover debates com pequenos grupos sobre os desafios da mulher na política. O assunto mais comentado e comemorado durante o encontro, que reuniu a prefeita do município de Deputado Irapuan Pinheiro, Risoleta Pinheiro, a vice-prefeita de Horizonte, Vânia Dutra, a ex-deputada estadual Cândida Figueiredo, vereadoras, sindicalistas, educadoras, escritoras e demais lideranças, foi a pesquisa IBOPE em que o ex-governador Tasso Jereissati lidera as intenções de voto para o Governo Estadual e Senado.

Segundo a presidente da Comissão, Tânia Alencar, o levantamento é conseqüência de “uma reflexão muito profunda da sociedade cearense, em ver que a ‘Era Tasso’ foi de fundamental importância nas mais diversas áreas: econômica, de infraestrutura, social, da saúde e segurança. E a sociedade está sentindo a necessidade da volta dele [Tasso Jereissati] ao cenário político brasileiro”. Ainda segundo Tânia, a pesquisa está, inclusive, motivando novas filiações e “acabou por contribuir com a campanha ‘Rumo aos 50%’, que incentiva a filiação de mulheres ao partido”.

Reconhecimento – “Se antes já estávamos animadas, movimentando as mulheres, esses números vieram incrementar ainda mais nossa força de vontade. É um reconhecimento a um grande líder, que tem experiência e serviço prestado ao Ceará e ao Brasil”, completou Maria de Jesus Bertoldo, vice-presidente da Comissão. Ela também adiantou que no final de agosto o PSDB-Mulher estadual realizará um encontro no Sertão Central, na cidade de Deputado Irapuan Pinheiro.

Índices – Também presente no evento, o presidente estadual do partido, Luiz Pontes, enalteceu a importância do trabalho realizado pelas mulheres e fez coro aos comentários referentes à pesquisa. “O Ceará não está hoje como nós gostaríamos. E os índices, do IDH [Índice de Desenvolvimento Humano], por exemplo, falam por si. Eram melhores na época do Tasso”, disse.

Do PSDB-CE