ImprensaNotícias

Ministro Alexandre de Moraes garante total apoio à Lava Jato: “não haverá nenhuma interferência”

São Paulo - O ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre Moraes, participa de audiência para discutir combate a violência contra a mulher, no Ministério Público de São Paulo (Rovena Rosa/Agência Brasil)

Alexandre Moraes discute combate a violência contra a mulherO ministro da Justiça, Alexandre de Moraes (PSDB), reiterou nesta segunda-feira (13), após reunião com o procurador-geral de Justiça Gianpaolo Poggio Smanio, que não haverá nenhum tipo de interferência do governo nas investigações da operação Lava Jato. Como revela matéria publicada nesta terça-feira (14) pelo jornal O Estado de São Paulo, a afirmação de Moraes se referia a um alerta feito pelo procurador da República Deltan Dallagnoll, que disse temer que “poderosos encerrem a Lava Jato”.

“Eu posso garantir a ele [Deltan Dallagnoll] – estou garantindo não só a ele como a todos os procuradores e a todos os delegados – que não haverá nenhuma interferência na Operação. Todo o apoio à Lava Jato vem sendo dado”, destacou o tucano.

Moraes também revelou apoio às 10 medidas contra a corrupção, que tem entre seus idealizadores Deltan Dallagnol.

“Estamos fazendo uma análise do 10 Medidas. A tese do presidente Michel Temer é de total apoio às medidas. Estamos analisando detalhadamente cada uma das medidas, até para verificação da questão da iniciativa, uma questão mais formal. Uma medida que prevê alteração no Judiciário, então é preciso verificar no Judiciário também”, ressaltou.

“Esse estudo está sendo elaborado pela Secretaria de Assuntos Legislativos, sob minha supervisão direta. Antes de assumir o cargo de ministro da Justiça, ainda como secretário de Segurança Pública de São Paulo, assinei o 10 Medidas. Participei da iniciativa popular. Estamos verificando essas questões formais para chamar as lideranças do Congresso”, acrescentou.

Clique aqui para ler a matéria do Estadão.