ImprensaNotícias

Teresina avança sete posições no ranking das cidades mais inteligentes do Brasil

firmino filho foto Prefeitura de TeresinaEm um ano, Teresina subiu sete posições no ranking das 50 cidades mais inteligentes do Brasil, apresentado no Connected Smart Cities, da consultoria Urban Systems, e publicado pela Revista Exame. Ano passado, a capital piauiense ocupava o 35º lugar e este ano foi apontada como 28ª cidade mais inteligente do país. No ranking, a cidade é a terceira colocada entre as capitais do Nodeste, à frente de Fortaleza e João Pessoa.

Segundo o relatório, Teresina obteve 28,695 pontos após análise de 73 indicadores divididos em 11 eixos. Porém, de todos esses eixos, as cidades brasileiras alcançaram somente a metade, reflexo da crise econômica. As cidades que se destacaram são consideradas bons exemplos porque investem em ganhos de inteligência pelo uso de ferramentas tecnológicas e de informação, além de investimentos em infraestrutura que melhorem a qualidade de vida da população.

As áreas analisadas no estudo foram economia, educação, empreendedorismo, energia, governança, meio ambiente, mobilidade, planejamento urbano, saúde, segurança, tecnologia e inovação. Das nove capitais do Nordeste, apenas cinco estão entre as 50 mais inteligentes do Brasil.

Teresina vem passando por diversas obras que estão transformando a vida das comunidades. Um exemplo disso é o trabalho da Prefeitura para a universalização do ensino entre crianças de 4 e 5 anos, caminhando agora para a universalização nas faixas etárias de 2 e 3 anos. Cerca de 5 mil alunos foram contemplados com o programa Um Computador Por Aluno. Além disso, escolas da rede municipal estão sendo equipadas com brinquedotecas e estão desenvolvendo projetos de meio ambiente e conscientização, leitura e matemática, incentivando os alunos a competirem nas olimpíadas nacionais.

Na área da saúde, a prefeitura vem expandindo sua estrutura de atendimento através das Unidades Básicas. Nesta quarta-feira (08), a comunidade do bairro Alto Bonito, localizado na zona sul, receberá a 32ª UBS entregue nesta gestão. Também é possível destacar a qualificação e a valorização dos profissionais que atendem diretamente a população, especialmente na atenção básica.

Nos primeiros lugares do ranking divulgado pela revista estão São Paulo, com 35,714 pontos; Rio de Janeiro, com 34,963; Curitiba, que alcançou 34,884; Brasília, com 33,844; e Belo Horizonte, que atingiu a pontuação 33,187.

*Do portal da prefeitura de Teresina