ImprensaNotícias

Delação de Odebrecht compromete diretamente Dilma e pode compor acusação de impeachment, diz líder

aloysio nunes foto george gianni 2O conteúdo da delação do empresário Marcelo Odebrecht na Operação Lava Jato compromete diretamente a presidente afastada Dilma Rousseff. É o que aponta o líder do governo do presidente em exercício Michel Temer no Senado Federal, senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP). Em entrevista ao jornal Valor Econômico, publicada nesta segunda-feira (6), o tucano afirma ainda que as denúncias podem entrar no processo de impeachment da petista em andamento na Casa.

Segundo o líder, não é possível discutir atualmente outros pontos no processo de impeachment que não sejam os objetos da denúncia – pedaladas fiscais e abertura de créditos sem autorização legislativa. No entanto, Aloysio pondera que novos itens podem passar a compor a peça de acusação dependendo do comportamento da defesa de Dilma.

“Hoje, só é possível discutir os dois pontos. Mas, na medida em que o advogado [de Dilma, José Eduardo Cardozo] pleiteia as gravações do [ex-presidente da Transpetro, Sérgio] Machado, ele abandona essa linha. Se for assim, eu vou pedir para incluir muitas outras coisas”, disse o senador em entrevista ao jornal por telefone neste domingo (5).

Na entrevista, o tucano revela ainda que a oposição pode pedir para os fatos revelados no fim de semana entrarem na denúncia, como, por exemplo, a delação de Delcídio do Amaral. O ex-senador petista fez acusações contra a presidente afastada. Outro fato seriam as gravações telefônicas que sugerem que Dilma estava tentando blindar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva das investigações da Lava Jato ao convidá-lo para ser ministro da Casa Civil.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria.