ImprensaNotícias

“Dilma sai do cargo com fama de prepotente e despreparada. As brasileiras não mereciam isso”, diz Terezinha Nunes

terezinhanunesRecife (PE) – Por 15 votos a favor e 5 contrários, o parecer do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), que aponta a existência de elementos suficientes para a presidente Dilma Rousseff (PT) ser afastada e julgada por crime de responsabilidade, foi aprovado nesta sexta-feira (06/05) na comissão especial do Senado.

Para a presidente do PSDB Mulher-PE, Terezinha Nunes, é lamentável que a primeira experiência de uma mulher na presidência do país tenha tido esse desfecho.

A tucana atribui, em parte, à origem equivocada do projeto de poder do PT, quando o ex-presidente Lula, no auge de sua popularidade, apostou em um “poste” para comandar o país. Um quadro sem qualquer experiência política para disputar o cargo máximo da República.

“Estamos às vésperas de afastar do mandato a primeira mulher a presidir o Brasil. É lamentável, mas explicável. Dilma caiu de paraquedas no cargo, sem nunca ter passado por mandatos eletivos. Foi o poste de Lula”, cravou a tucana.

Terezinha Nunes acredita que as mulheres ainda mostrarão capacidade de governar um país como o Brasil e provarão de uma capacidade feminina da qual a presidente Dilma foi incapaz de exercer.

“Temos certeza de que uma mulher vai acabar presidente e se dar bem mostrando a capacidade do sexo feminino que Dilma não representou. Dilma teria que ter exercido outros cargos para aprender a dialogar, como fazem os grandes políticos do mundo, incluindo as mulheres. Dilma sai do cargo com fama de prepotente e despreparada. As mulheres brasileiras não mereciam isso. Esse foi mais um erro do PT”, concluiu.