ImprensaNotícias

Dilma vai inaugurar mais uma obra incompleta, desta vez em Goiânia

A Infraero assina nesta quarta-feira (18) a ordem de serviço para a retomada das obras do novo terminal de passageiros do Aeroporto de Goiânia/Santa Genoveva. Ao todo, R$ 246,2 milhões serão investidos nas novas instalações. O prazo de execução é de 18 meses. A solenidade ocorrerá nas instalações do novo prédio, às 10h, e contará com a presença do ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC), Moreira Franco; o presidente da Infraero, Gustavo do Vale, além de representantes do governo do Estado, Prefeitura de Goiânia, parlamentares e da sociedade civil.

A Infraero assina nesta quarta-feira (18) a ordem de serviço para a retomada das obras do novo terminal de passageiros do Aeroporto de Goiânia/Santa Genoveva. Ao todo, R$ 246,2 milhões serão investidos nas novas instalações. O prazo de execução é de 18 meses. A solenidade ocorrerá nas instalações do novo prédio, às 10h, e contará com a presença do ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC), Moreira Franco; o presidente da Infraero, Gustavo do Vale, além de representantes do governo do Estado, Prefeitura de Goiânia, parlamentares e da sociedade civil.

Às vésperas de seu provável afastamento, a presidente Dilma Rousseff recorre a medidas desesperadas para tentar aumentar sua popularidade, mesmo que para isso seja preciso esconder a verdade. Atropelando o cronograma anunciado pela Infraero e mesmo sem as obras estarem concluídas, Dilma irá inaugurar a nova etapa do Aeroporto Santa Genoveva, em Goiânia (GO), na próxima segunda-feira (9), obra que se arrasta desde 2005.

A previsão da Infraero era que no dia 31 aconteceria a inauguração, com entrega das obras. As informações são da matéria publicada hoje (5) pelo jornal O Globo.

As vias de acesso não foram finalizadas e não há como chegar à nova etapa do aeroporto da capital goiana, mesmo assim o Palácio do Planalto agendou o ato para a semana que vem. Participarão da abertura da obra incompleta o ministro da Secretaria de Aviação Civil, Carlos Gabas, e o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT).

A petista também cumprirá outra  agenda de visitas a obras que ainda nem saíram do papel. Uma delas está no Nordeste, a Transposição do Rio São Francisco, que em dezembro de 2010, portanto ainda no governo do ex-presidente Lula, recebeu a seguinte promessa: “Estou percebendo que a obra vai ser inaugurada definitivamente em 2012. A não ser que aconteça um dilúvio ou qualquer coisa”, disse Lula na ocasião.