ImprensaNotícias

Afastamento de Cunha não muda decisão do impeachment tomada pela Câmara, diz Coordenador Jurídico do PSDB

carlos sampaio foto Agencia CamaraO deputado federal, coordenador jurídico e vice-presidente nacional do PSDB, Carlos Sampaio (SP), classificou como “uma decisão que vem em boa hora” a medida definida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki de afastar da presidência da Câmara o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Sampaio lembrou que a ideia é defendida pelo PSDB desde o ano passado – em 21 de novembro de 2015, líderes da oposição, juntamente com os partidos PSOL e Rede, assinaram um documento entregue ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pedindo o afastamento de Cunha.

O tucano gravou um vídeo, divulgado em seus perfis nas redes sociais, em que explica a importância dessa decisão para o momento de transição que o Brasil está vivendo e que o fato não muda em nada o processo de impedimento da presidente Dilma Rousseff.

“Essa é uma decisão que vem em boa hora por parte do STF, mas faço um esclarecimento: Isso não muda em absolutamente nada a decisão do impeachment que foi tomada na Câmara por 367 votos. Isso não invalida o processo e não muda em nada o impeachment, porque os fundamentos são diversos e essa decisão foi tomada por um conjunto da ampla maioria dos deputados federais. O que nós aguardamos agora é o desfecho do impeachment no dia 11 com a cassação definitiva desse governo corrupto e mentiroso”, afirmou.