ImprensaNotícias

Coquetel e lançamento do Caderno “Cultura da Paz e Feminismo Profundo” encerram 1º dia de Curso em São Paulo

IMG_20160407_200711761A última mesa do primeiro dia do Curso de Capacitação repetiu o sucesso das anteriores e lotou o auditório do Hotel Blue Tree Premium, para ouvir o presidente do Instituto Teotônio Vilela-ITV, José Aníbal (SP), o professor e consultor eleitoral Leandro Cosentino, a socióloga e especialista Fátima Jordão em debate que contou com a moderação de Nancy Ferruzzi Thame, presidente do PSDB Mulher de São Paulo e organizadora do evento.

Mesa Redonda: Pensando a Democracia e Atual Conjuntura

José Aníbal abriu o último debate dizendo que enquanto o ITV está em fase de prospectar as campanhas municipais, as mulheres do PSDB Mulher já estão com tudo encaminhado, inclusive com um manual para candidatas em produção final, citando o texto escrito pela 1ª Secretária do PSDB Mulher Nacional e presidente do PSDB Mulher de Divinópolis, Eliana Piola (MG), já em fase de revisão, com lançamento previsto para o final de abril.

José Aníbal aproveitou para avisar sobre o relançamento do portal do ITV e colocou o espaço a serviço de todas as lideranças do partido. “Vocês podem e devem entrar. Temos um espaço chamado “Fale Conosco”. Outra questão em que acho que devemos entrar é a das creches, só em São Paulo temos 150 mil crianças fora delas, isso é uma vergonha”.

anibal“Nós ainda temos muito por fazer, portanto esse tipo de conversa cheio de conteúdo, que vocês estão tendo aqui, nos interessa muito, para que possamos colocar em nossas redes. Para que muitas outras mulheres possam se beneficiar do que está sendo tratado aqui e que o PSDB possa ser, como diz Arthur Virgílio, um partido de alma feminina”, encerrou José Aníbal, sob aplausos.

Eleição em meio ao caos

Leandro Cosentino, cientista político e consultor eleitoral, conversou com as participantes do curso sobre a conjuntura atual, segundo ele “uma eleição em meio ao caos”.

Apenas 22% dos brasileiros reelegeriam os atuais mandatários ou seja, o cenário é atípico, a política e os políticos estão sendo muito questionados. Comentando a crise, Leandro questiona: “Será que a situação que estamos vivendo vai melhorar com a saída de Dilma do governo”?

“Votamos nos representantes, mas há uma forte sensação de que esses representantes não nos representam, e aí vem a impressão de que apenas o impeachment não resolverá essa poli crise. Além da crise econômica e política, existe a crise moral, e aí não dá para compactuar com ela, parando em vaga para deficientes físicos por um minuto, por exemplo. Existe a falta de coragem de dizer o que deve ser dito”, Leandro Cosentino.

Para Leandro é importante renovar as pessoas e as ideias e ter compromisso com o Brasil e com o que for dito. A palavra tem valor e não há que fazer o Diabo para se eleger. A credibilidade junto ao eleitor é importante.

Fim de um ciclo

Primeira mesa Thelma, Solange, Fátima e Lúcia AvelarFátima Jordão tomou a palavra para analisar a situação em que se encontra o país. “Os três atores que tomaram proporções inesperadas – imaginem um triângulo equilátero – um dos lados seria os políticos, o outro, a mídia; e cada um destes polos tem uma relação tensionada com o outro – tanto do ponto de vista dos políticos quanto do da comunicação. O terceiro polo da tensão política são os eleitores, o agente que define, a cada eleição, quais são os rumos desta conjuntura”.

A partir dessa equação, Fátima Jordão traçou um quadro lúcido da situação em que o país está vivendo. “Nunca antes na história do Brasil tivemos um eleitor tão informado, com uma noção tão clara do que está acontecendo no país. Essa polarização que estamos assistindo é fruto de um ciclo político que se fecha, ela acontece porque o eleitor tem à disposição dois governos”.

“A confiança do eleitor está no patamar mais baixo já visto neste país”: Fátima Jordão

Fátima encerrou sua palestra dizendo que essa eleição vai rearranjar partidos, lideranças e colocar pessoas em posições completamente diferentes. “O Brasil está em uma condição rara: pode reorganizar seu ambiente. Muito do que foi falado, pensado, tratado até hoje, não vale mais. Vai caber a vocês or em prática essa nova receita que ninguém aqui sabe ao certo qual vai ser. Aproveitem, vocês vão construir uma nova forma de democracia, dentro desse processo absolutamente legal que estamos atravessando”.

Nancy Thame abriu para 15 minutos de debates, ao fim dos quais todas as participantes foram convidadas a participar do lançamento do Caderno: “Cultura da Paz e Feminismo Profundo”, que traz um belo registro do último seminário realizado pelo PSDB Mulher Nacional em parceria com a Konrad Adenauer, nos dias 27 e 28 de janeiro, também em São Paulo.

Tiana Azevedo, presidente do PSDB Mulher do Rio de Janeiro, perguntou qual é a base mais segura, o caminho, que as candidatas devem seguir. Fátima diz que a próxima eleição será a da credibilidade, da confiança.

Alzira de Minas Gerais, diz que o impeachment é constitucional, mas que a polêmica em torno dele a está prejudicando na cidade dela. Leandro respondeu que mesmo que o processo seja demorado, é importante que o impeachment siga todos os estágios legais, para que amanhã não se diga que a democracia foi atropelada.

Fátima Jordão, comentando uma fala de Flávia Cruvinel, Coordenadora de Rede Temática de Ações Afirmativas do PSDB Mulher Nacional sobre a multiplicidade de atividades da mulher concordou. “Somos mais do que qualificadas para a política pelo muito que fazemos, só os partidos ainda não viram isso”.

Nancy Thame pediu a palavra antes do encerramento para comentar o lançamento do Caderno: “Cultura da Paz e Feminismo Profundo”, explicando como nasceu a ideia do evento. “Neste momento de incertezas ele nos obriga a pensar”. Encontrar o feminismo profundo é descobrir as próprias raízes do que é ser mulher através do tempo, e perceber que o feminismo é muito mais antigo do que se pensa, 10 mil anos mais antigo, pelo menos.

Em seguida foi exibido um vídeo feminista de autoria de Ana Moura, muito aplaudido, e Marina Caetano e Solange Jurema encerraram o dia, que já ia adiantado, para que o coquetel pudesse começar.

SERVIÇO

08 DE ABRIL

9:00 Legislação Eleitoral para Eleições 2016

  • Anderson Pomini – Advogado, Pós Graduado em Direito Eleitoral, Direito Constitucional e Político.

10:00 Gestão de Campanha Política e Novas Formas de Financiamento

  • Marcos Antônio Gaban Monteiro – Advogado, especialista em Direito Público e Financeiro.

11:00 Mesa Redonda: Políticas Públicas Sociais

  • Maria Ângela Cenci Queiroz – Pedagoga e Psicopedagoga – Pós-graduada em Gestão Social.
  • Maria Nazaré Lins Barbosa – Advogada, Mestre e Doutora em Administração Pública, Procuradora da Câmara Municipal de São Paulo, Docente nas áreas de ética e responsabilidade social.
  • Moderadora: Marina Caetano – Coordenadora de Projetos da Fundação Konrad Adenauer.
  • Debate

12:30 Mesa Redonda: Prefeitas

  • Edilamar Novais Borges – Prefeita de Tupaciguara/MG – candidata reeleição
  • Ismênia Mendes de Moraes – Prefeita de Palmital/SP – candidata à reeleição
  • Moderadora: Solange Bentes Jurema – Presidente do PSDB-Mulher Nacional

13:00 Encerramento/ Almoço