ImprensaNotícias

Governo Dilma: rombo nas contas ameaça segurança cibernética do país

segurança cibernética_FOTO EBCO rombo nas contas do governo da presidente Dilma Rousseff ameaça a segurança cibernética do país. Com dificuldade de arcar com as despesas, o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) atrasou o pagamento de pelo menos 72 fornecedores de serviços, software, tecnologia e até das maiores operadoras de celular do país. Uma planilha obtida pelo jornal O Globo aponta que a dívida é de R$ 225 milhões.

De acordo com o jornal, alguns suspenderam o suporte técnico para a estatal, como a IBM – principal credora e com uma conta a receber de R$ 81,8 milhões. A empresa é responsável pelo mainframe, os computadores de grande porte que processam serviços como o Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi), no qual é registrada a execução orçamentária e financeira do governo, além da declaração de Imposto de Renda. Para especialistas, a falta de suporte técnico expõe a rede aos hackers, à sobrecarga e à falta de conserto. Como os mainframes da IBM operam perto da capacidade máxima, os técnicos alertam que há risco de o sistema não dar conta de processar as declarações do IR, principalmente, nos últimos dias do prazo, quando o volume de entrega aumenta.

O jornal teve acesso aos ofícios encaminhados ao Serpro. Em janeiro, a IBM pediu que o governo pagasse pelo menos R$ 36 milhões para reduzir a dívida a “patamares aceitáveis”. No mesmo mês, a Oracle enviou uma lista de serviços no valor de R$ 7,9 milhões, cujo suporte seria suspenso se não houvesse pagamento. Algumas faturas com a IBM e a Oracle têm mais de 300 dias de atraso.