ImprensaNotícias

“O governo tem como única preocupação sua sobrevivência a qualquer custo”, diz Aécio Neves sobre ida de Lula para ministério

Aécio 1 - 24.02Presidente nacional do PSDB, o senador Aécio Neves (MG) disse nesta terça-feira (15) que a possibilidade de o ex-presidente Lula assumir um ministério no governo Dilma Rousseff mostra que a gestão da petista tem como “única preocupação a sua sobrevivência a qualquer custo”. Aécio afirmou que o PSDB estuda questionar judicialmente a nomeação de Lula, caso venha a ser confirmada por Dilma.

“A ida do ex-presidente Lula para um ministério reforça a certeza dos brasileiros de que o governo tem hoje como única preocupação a sua sobrevivência a qualquer custo. Enquanto o governo se mobiliza apenas em torno dos interesses do PT, os problemas reais dos brasileiros se avolumam sem perspectiva de solução. Mais uma vez, o governo serve ao PT e não ao país. O PSDB está analisando as medidas judiciais cabíveis nesse caso”, afirmou Aécio.

A nomeação de Lula para um ministério ganhou força nos últimos dias como estratégia para evitar que o petista seja julgado por Sérgio Moro na primeira instância da Justiça Federal. O juiz é responsável pela força tarefa da Operação Lava Jato e conduz as investigações sobre o esquema de corrupção na Petrobras.

Como ministro, Lula passaria a ter foro privilegiado, o que levaria o processo para o STF (Supremo Tribunal Federal). Alguns deputados petistas também afirmam que a manobra poderia, por tabela, beneficiar a família do ex-presidente, levando todos os inquéritos para o Supremo.

Ao mesmo tempo, a indicação de Lula seria uma última cartada do governo para tentar “salvar” Dilma de um processo de impeachment, que ganhou força no Congresso após as manifestações do último domingo (13). O ex-presidente assumiria a coordenação política do governo, com foco em tentar cooptar o apoio de partidos aliados à petista – que já perdeu apoio de grande parte de sua base na Câmara.