ImprensaNotícias

Ministério Público de São Paulo pede a prisão do ex-presidente Lula

Foto: Agência Brasil

AgenciaBrasil300512VAC_8829Brasília (DF) – Os promotores Cassio Conserino, José Carlos Blat e Fernando Henrique Araújo, do Ministério Público de São Paulo, pediram, nesta quarta-feira (09/03), a prisão preventiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo que investiga a relação do petista com o apartamento tríplex no Guarujá (SP). Na denúncia, a promotoria alega que a prisão de Lula é necessária para garantir “a ordem pública, a instrução do processo e a aplicação da lei penal”.

De acordo com reportagem publicada nesta quinta-feira (10) pela Folha de S. Paulo, é a primeira vez que o Ministério Público pede a prisão do ex-presidente, que é acusado de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica por supostamente ter ocultado a propriedade do tríplex, que está registrado em nome da construtora OAS.

A esposa de Lula, Marisa Letícia, e um de seus filhos, Fábio Luís Lula da Silva, também são acusados de lavagem de dinheiro. O caso será analisado pela juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira, da 4ª Vara Criminal de São Paulo.

A Promotoria pediu também a prisão preventiva do ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, e do empreiteiro Léo Pinheiro, da OAS, além de outros dois ex-funcionários da Bancoop, cooperativa habitacional que era responsável pelo Edifício Solaris: Ana Maria Érnica, ex-diretora, e Vagner de Castro, ex-presidente da entidade.