#MaisMulherNaPoliticaArtigos e EntrevistasBibliotecaEntrevistasfeminismoImprensaPolíticapolíticasala de leitura

Mulheres na política são um pilar de sustentação da democracia, afirmam tucanas do RN

Vice-prefeita de Lagoa Salgada, Geyse Novaes

Vice-prefeita de Lagoa Salgada, Geyse Novaes

Poucos sabem, mas na quarta-feira (24) foi celebrado um fato histórico para a democracia brasileira. Foi nesta data, em 1932, que o então presidente Getúlio Vargas assinou a lei que garantia o direito de voto às mulheres do país, uma conquista obtida após muita luta e apelo político. E o Rio Grande do Norte teve papel fundamental nesse contexto histórico. Foi a professora Celina Guimarães Viana, potiguar natural de Mossoró, a primeira eleitora do Brasil. Para as representantes do sexo feminino no PSDB do Rio Grande do Norte, as “mulheres na política representam um pilar de sustentação de democracia”.

 

Para Geyse Novaes, vice-prefeita de Lagoa Salgada (RN), “a conquista do voto feminino propiciou um avanço na política, assim como uma mudança de mentalidade na sociedade, permitindo transformações sociais e buscando uma igualdade entre todos os cidadãos. A participação das mulheres na política é um pilar de sustentação da democracia e cidadania, assegurando conquistas por meio de discussões e reivindicações da sociedade”.

 

Ainda de acordo com a tucana, “apesar das mulheres ainda serem minoria na política, esta realidade vem se modificando através de inúmeros grupos de movimentos feministas, visando garantia de seus direitos contra a onda de preconceito e violência que resiste em permanecer”.

 

Vereadora Márcia Meiri, de Lajes Pintadas

Vereadora Márcia Meiri, de Lajes Pintadas

Já a vereadora de Lajes Pintadas (RN), Márcia Meiri, “a presença e participação política das mulheres é fundamental para o fortalecimento da democracia, afinal, a representatividade feminina é extremamente necessária na luta pelos direitos das mulheres”.

 

A parlamentar tucana aproveitou para convocar todas as mulheres brasileiras e, em especial, as potiguares, para participar do cenário político nacional e do RN. “Não nos deixemos dominar pela opressão social, que nossa autonomia e nossos direitos conquistados nos permita participar ativamente da política e barrar todos os preconceitos existentes, apesar de camuflados. Vamos mostrar nossa força, a força feminina na política”, finalizou.

 

*Da assessoria do PSDB Mulher do Rio Grande do Norte