ImprensaNotícias

Após crítica, Dilma faz afago a tucana e pede ajuda no combate à microcefalia

Brasília - A presidenta Dilma Rousseff durante reunião com o ministro de Assuntos Exteriores e do Desenvolvimento Internacional da França, Laurent Fabius, no Palácio da Alvorada (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Brasília - A presidenta Dilma Rousseff durante reunião com o ministro de Assuntos Exteriores e do Desenvolvimento Internacional da França, Laurent Fabius, no Palácio da Alvorada (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Brasília – A presidenta Dilma Rousseff durante reunião com o ministro de Assuntos Exteriores e do Desenvolvimento Internacional da França, Laurent Fabius, no Palácio da Alvorada (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A presidente Dilma Rousseff reagiu nesta terça-feira (2) de maneira inusitada ao ser interrompida durante discurso de abertura da atividade legislativa, no plenário da Câmara dos Deputados.

A petista detalhava as políticas do governo federal no combate ao vírus zika, responsável pelo aumento do surto de microcefalia no país, e ressaltou que “se o mosquito não nascer, o vírus não tem como viver”.

Nesse momento, a deputada federal Mara Gabrilli (PSDB-SP) fez crítica em voz alta. “É o que a senhora vai fazer com as crianças que já estão com microcefalia?”, questionou.

A petista ficou desconcertada com a interrupção e chegou a interromper seu discurso. No final de sua fala, contudo, em resposta à tucana, fez um afago a ela e disse esperar contar com a colaboração dela no combate ao surto de microcefalia.

Confira a reportagem completa do site Folha de S. Paulo da última terça-feira (03) AQUI