ImprensaNotícias

Datafolha: Dilma passa a ser a presidente mais impopular e supera Collor em 1992

dilmaposse3Brasília (DF) – O nível de reprovação da presidente Dilma Rousseff subiu para 71% e superou a pior taxa registrada pelo ex-presidente Fernando Collor, pouco antes de sofrer o processo de impeachment (68%) em 1992. Esses são os números da nova pesquisa do Datafolha, realizada entre entre terça e quarta-feira (5). Dilma se tornou a presidente mais impopular desde o início da série histórica da pesquisa, em 1990.
De acordo com a Folha de S. Paulo desta quinta-feira (6), no último levantamento, 65% dos entrevistados consideravam o governo Dilma como ruim ou péssimo.

Segundo a reportagem, o grupo dos que consideram a atuação da petista ótima ou boa caiu para 8%, frente aos 10% da pesquisa anterior, realizada na terceira semana de junho.

O número de pessoas que acreditam que o Congresso deveria abrir um processo de impeachment de Dilma também cresceu. Em abril, 63% dos entrevistados afirmaram que sim. Na pesquisa atual, esse número passou para 66%. Questionados sobre um possível resultado desse processo caso ele seja aberto, 38% acreditam que a presidente será afastada do Planalto. Em abril, eram 29%.

Regiões

A reprovação à presidente é homogênea em relação às regiões do país, com índices em patamares semelhantes em todas elas. A maior taxa de reprovação foi registrada na região Centro-Oeste, 77%. No Sudeste e no Sul, 73% dos entrevistados disseram que o governo é ruim ou péssimo. Até mesmo no Nordeste, região do país onde o PT costuma ter melhor desempenho eleitoral, a aprovação de Dilma é baixa (66%).

Leia aqui a íntegra da matéria.