ImprensaNotícias

Creche não é prioridade na pátria educadora de Dilma Rousseff

Foto: Corbis Images
Foto: Corbis Images

Foto: Corbis Images

Dilma Rousseff escolheu com cuidado o lema de seu segundo mandato. A “Pátria Educadora” vinha ao encontro dos anseios de uma população que tinha ido às ruas, em 2013, exigindo serviços públicos de melhor qualidade e dera um voto de confiança ao governo federal, reelegendo a presidente em 2014.

Infelizmente, segundo o editorial publicado nesta segunda-feira (16), no jornal Estado de S.Paulo, as prioridades do Executivo passam bem longe do que foi anunciado.

Diz o jornal: “Dilma Rousseff foi eleita em 2010 como a mãe do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O presidente Lula vendeu a ideia de que, ainda que a sua candidata fosse politicamente inexperiente, ela seria uma competente administradora. No entanto, cada vez mais se confirma a profunda inaptidão da presidente Dilma tanto para a política quanto para a administração. Mais um dado revela o fracasso administrativo de seu governo. De acordo com levantamento da ONG Contas Abertas, das 5.772 creches e pré-escolas prometidas pelo PAC 2, o governo federal entregou menos de 14%.”

Clique AQUI para ler continuar lendo o texto.