ImprensaNotícias

Educação pode ser a área mais afetada pelo corte de gastos promovido pelo governo Dilma em 2015

EDUCACAOBrasília – Levantamento publicado pelo jornal O Globo no último sábado (28) constatou que a educação deve ter uma redução de investimentos na ordem de R$ 14,52 bilhões. Outros setores ligados ao campo social, como o Minha Casa, Minha Vida e a Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial, também devem ter seu orçamento reduzido.

A projeção tem como referência a diretriz para limitação de despesas divulgada pelo governo federal no dia 27. O governo estipulou as restrições até abril e publicou os termos dos cortes no Diário Oficial.

Para a deputada federal Shéridan (PSDB-RR), os cortes contradizem o slogan da “pátria educadora” adotado pelo governo federal e apontam que, com a medida, “a gestão Dilma expõe à sociedade sua falta de preparo, compromisso e responsabilidade para com a nação”.

“Há uma inversão de valores, um desrespeito aos preceitos básicos da educação. Quem educa não engana, não mente, não desconstrói. E é isso que o governo federal tem demonstrado”, criticou a tucana.

Shéridan lembrou também que, ao longo da campanha eleitoral do ano passado, a presidente Dilma Rousseff apresentou aos brasileiros um panorama no qual a gestão federal estava em boas condições – algo que foi desmentido pelas ações tomadas pela petista após o início do seu segundo mandato.

“Infelizmente, palavra e respeito aos compromissos firmados não estão entre as marcas desse governo”, disse.