ImprensaNotícias

Andreia Zito fala sobre previdência para servidores do Banco Central e da Susep

Andreia-Zito-foto-Alexssandro-LoyolaBrasília – A deputada Andreia Zito (RJ) participou na tarde desta segunda-feira (8) de palestra para servidores da Superintendência de Seguros Privados (Susep) e do Banco Central (Bacen) sobre o tema “As reformas da previdência, no regime próprio de previdência do servidor público federal (RJU), pós emendas constitucionais”. A palestra reuniu cerca de 150 servidores das duas instituições no auditório do Banco Central, no Centro do Rio. “Devemos estar sempre sensíveis às causas dos servidores públicos, lutar pelos seus direitos; se for preciso, irmos até a Presidência”, afirmou a deputada, que foi muito aplaudida.

Para Andreia, o evento foi uma grande oportunidade para os servidores públicos tirarem suas dúvidas sobre os seus interesses na área da previdência, aposentadorias, benefícios de um modo geral. O presidente nacional dos Sindicato dos Servidores Federais da Superintendência de Seguros Privados (SindSusep), Rodrigo Borobia, parabenizou a deputada pelo trabalho que tem feito em benefício dos servidores. “A luta dela é inegável, é incontestável”, afirmou.

Segundo ele, a Susep tem hoje cerca de 500 servidores, dos quais a metade na faixa etária de 25 a 35 anos. “A maioria entrou depois de 2004, quando a aposentadoria foi modificada. E por conta desse quadro muita gente está preocupada com o futuro e busca informações em palestras como essa”, comentou Borobia. O analista do Banco Central Luis Eduardo Carvalho de Souza também elogiou a palestra. “São informações importantes sobre tema que pouco se conhece, tendo em vista que, ao longo do tempo, foram diversas as mudanças ocorridas”, comentou.

Segundo a deputada, “quando as dúvidas são sanadas o trabalhador tem mais condições de reivindicar seus direitos”. Ao falar sobre as proposições de sua autoria em andamento na Câmara, ela destacou a Emenda Constitucional 70 (EC-70), que garante proventos integrais com paridade aos servidores aposentados por invalidez permanente em decorrência de doenças previstas em lei. E abrange todos os servidores que ocupam cargos efetivos.

A deputada Andreia Zito destacou também que apresentou à Câmara projeto de lei para evitar que servidores aposentados por invalidez permanente, doenças graves ou contagiosas, isentos do desconto do imposto de renda, passem por novas perícias médicas a cada dois anos. Contudo, a proposta preserva o artigo que estipula prazo de validade para a realização do laudo pericial no caso de doenças curáveis. Para a deputada Andreia Zito, não é justo o aposentado permanente ter que periodicamente ir ao INSS para comprovar doenças como tuberculose ativa, alienação mental, esclerose múltipla, neoplasia maligna, cegueira, hanseníase, paralisia irreversível e incapacitante, cardiopatia grave, por exemplo.

Do Portal do PSDB na Câmara