feminismo

Botão do Pânico previne violência contra mulheres em Vitória, destaca Neuzinha de Oliveira

Titular da Secretaria Municipal de Direitos Humanos de Vitória (ES), a convite do prefeito Lorenzo Pazolini, a tucana Neuzinha de Oliveira tem colocado em prática uma série de projetos visando a garantia de justiça social para toda a população, especialmente no que diz respeito às mulheres vítimas de violência. Um deles é o chamado Botão do Pânico, iniciativa que visa prevenir a ocorrência de casos de violência contra a mulher e fiscalizar o cumprimento de medidas protetivas.

Durante o primeiro Painel PSDB Brasileiras/PSDB-Mulher de 2021, realizado pelo Secretariado Nacional da Mulher/PSDB na última quinta-feira (25/2), e transmitido pelo Youtube, a ex-vereadora detalhou como tem desempenhado seu trabalho à frente da pasta.

“Estou à frente de uma pasta muito importante na capital Vitória, Espírito Santo, que é a Secretaria de Cidadania e Direitos Humanos. É uma secretaria que abrange, além de tudo, qualificação profissional e trabalho com o CRAMSV, que é o Centro de Referência e Atendimento à Mulher em Situação de Violência”, explicou.

“Nós estamos desenvolvendo um trabalho de qualificação não só de toda a sociedade, como muito especial com as mulheres vítimas de violência. Nessa pasta eu também tenho o Botão do Pânico, em parceria com o Tribunal de Justiça, com as mulheres, com as delegadas, com as nossas juízas. Quando as mulheres vítimas de violência se sentem ameaçadas, elas já estão com medida protetiva, e elas acionam o botão, nós estamos interligados na Guarda Municipal e chegamos até mesmo antes da Polícia Militar”, detalhou Neuzinha.

O dispositivo de segurança é distribuído para mulheres que estão sob medidas protetivas na 1ª Vara Especializada em Violência Doméstica de Vitória, e pode ser acionado caso o agressor não mantenha a distância mínima garantida pela Lei Maria da Penha. O equipamento indica a localização exata da vítima e envia os dados para a Central de Monitoramento, que despacha uma patrulha para o local. O Botão do Pânico também pode gravar o áudio ambiente, que pode ser usado judicialmente contra o agressor.

QUALIFICAÇÃO E CAPACITAÇÃO

Outro eixo de destaque na gestão de Neuzinha à frente da Secretaria de Municipal de Direitos Humanos da capital capixaba é a geração de emprego e renda. Para ela, isso passa necessariamente pela qualificação e capacitação da população mais vulnerável.

“É uma secretaria desafiadora, porém ela fala muito com todos nós. E como ela fala de Direitos Humanos, eu também trabalho levando cursos e condições de trabalho para os catadores de material reciclado”, contou.

A tucana detalhou mais um projeto que visa atender aos cidadãos em situação de rua, em parceria com associações que fazem a coleta de materiais recicláveis.

“Nós temos associações como a Ascamare (Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Vitória), e a Amariv (Associação de Catadores de Materiais Recicláveis da Ilha de Vitória), que são associações de material reciclado que trazem uma economia muito grande para o município”, acrescentou.

Neuzinha de Oliveira também se colocou à disposição das prefeitas e demais tucanas que quiserem debater políticas públicas e colocá-las em prática em seus municípios.

“Estou aqui à disposição, com muitas propostas para as nossas tucanas levarem para as suas cidades, para melhor assim atenderem às mulheres, crianças e à toda a sociedade, garantindo geração de emprego e renda também com economia solidária”, completou ela.