ImprensaNotícias

Teori Zavascki nega pedido da defesa de Dilma para anular votação do impeachment

ministro-Teori-Zavascki07032015_03-850x619O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou, nesta quinta-feira (8), a liminar que pedia a anulação da votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, apresentada pela defesa da petista um dia após a sessão que determinou o seu afastamento definitivo.

De acordo com informações de matéria publicada pelo portal G1, o ministro do STF também rejeitou a decisão liminar que pedia que o presidente Michel Temer voltasse a ser interino até que o plenário do Supremo chegasse a alguma definição sobre a ação.

Além dessas ações, o plenário do STF ainda analisará outra liminar apresentada pela defesa da petista, que argumenta que dois artigos que acusaram Dilma de cometer crimes de responsabilidade não são compatíveis com a Constituição e que, por isso, um novo julgamento deve ser realizado.

Clique aqui para ler a matéria do G1.