ImprensaNotícias

Ministério das Cidades entrega casa própria para mais 4.626 famílias cariocas

Rio de Janeiro-RJ. 26/06/2016. Foto: Bruno Peres/Min. Cidades. Cerimônia de entrega de unidades residenciais do programa Minha Casa, Minha Vida.

Rio de Janeiro-RJ. 26/06/2016. Foto: Bruno Peres/Min. Cidades. Cerimônia de entrega de unidades residenciais do programa Minha Casa, Minha Vida.

Neste domingo (26), o governo federal realizou o sonho da casa própria de 4.626 famílias do Rio de Janeiro, por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida. Esse foi o maior número de residências já entregue de uma só vez no estado. O ministro das Cidades, Bruno Araújo, entregou as unidades habitacionais para pessoas com renda familiar mensal de até R$ 1,8 mil e beneficiou cerca de 17 mil pessoas.

O Ministério das Cidades investiu mais de 207 milhões, nas unidades localizadas nos bairros de Campo Grande e Santa Cruz, na zona oeste da cidade, e na Pavuna, na zona norte. Os empreendimentos contam com rede de água, esgoto, drenagem, energia elétrica, iluminação publica pavimentação e urbanização, além de áreas de lazer e unidades adaptadas para pessoas portadoras de deficiência.

Para o ministro Bruno Araújo, a retomada das obras paralisadas é importante e necessária. Além disso, estas obras é um impulso para a manutenção dos empregos e a sustentação do nível das atividades econômicas da construção civil.

“Esta solenidade é uma demonstração de que o programa Minha Casa, Minha Vida segue firme. É uma das maiores entregas já realizadas de uma só vez no País. Essa feito serviu para reforçar que retomamos as obras de construção de mais de 77 mil obras, do faixa 1, paralisadas pelo governo anterior. Teremos, ainda, um volume expressivo de entregas de residências no estado até o fim do ano. Serão mais cinco mil unidades”, disse o ministro.

Na ocasião, Bruno Araújo destacou a elaboração do primeiro programa social da gestão do presidente interino Michel Temer, que será destinado à reforma de moradias. Este novo projeto, ainda sem nome, está em fase de construção pelo Ministério das Cidades e Governo Federal, e será baseado na experiência do programa Cheque Reforma criado nos estados de Goiás e do Pará.

“A ideia é permitir que as famílias promovam melhorias em suas habitações que estiverem em condições precárias (reforma de teto, reboco, fossa sanitária e ampliação), de modo que possa dar melhor condições de moradia aos seus dependentes e familiares “, explicou o ministro.

*Da assessoria de comunicação do Ministério das Cidades