ImprensaNotícias

Bruno Covas rebate entrevista de Dilma à TV Brasil: “Lambança é a herança maldita dela e Lula”

bruno covasBrasília (DF) – Longe de reconhecer os fracassos de seu governo, a presidente afastada Dilma Rousseff continua a sustentar a versão de vítima da história, acusando o legítimo processo de impeachment em análise no Senado como um “golpe”. Em entrevista veiculada nesta quinta-feira (9) pela TV Brasil, Dilma chegou a admitir a possibilidade de um plebiscito caso seu afastamento definitivo não seja aprovado. Segundo a petista, “a consulta popular é o único meio de lavar e enxaguar essa lambança que está sendo o governo Temer”.

Para o deputado federal Bruno Covas (PSDB-SP), a verdadeira ‘lambança’ foi feita pela própria Dilma Rousseff e pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ao longo de 13 anos de governo, o Brasil viveu uma série de retrocessos que culminaram nas crises política, econômica e social sem precedentes que o país enfrenta hoje, segundo o parlamentar.

“A lambança é a herança maldita dela [de Dilma], do Lula e do PT”, rebateu o tucano. “Se a presidente Dilma realmente quiser fazer uma consulta popular, ela que saia às ruas, vendo o que a população acha dela, e renuncie logo ao mandato, para que a gente possa de uma vez por todas virar essa página da história”, afirmou.

O parlamentar destacou que é hora de Dilma Rousseff e dos líderes petistas desobstruírem o caminho do progresso brasileiro, para que o a gestão do presidente em exercício Michel Temer (PMDB) possa finalmente colocar em prática as reformas tão necessárias para que o país volte a crescer, a começar pela desacreditada economia.

“Que Dilma Rousseff possa olhar primeiro para o próprio umbigo, antes de começar a criticar os outros”, completou o deputado.