ImprensaNotícias

Senado deve concluir votação do impeachment nesta quarta-feira

plenario_do_senadoBrasília (DF) – A votação acerca do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no Senado deverá ser concluída já nesta quarta-feira (11). Se tudo correr de acordo com o planejamento do presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), a sessão deverá se iniciar às 9h de quarta, ser suspensa às 12h, retomada às 13h e interrompida novamente às 18h, com a votação eletrônica prevista para às 19h. O objetivo é evitar que o processo se prorrogue até a madrugada da quinta-feira, como foi divulgado inicialmente.

Segundo reportagem desta terça-feira (10) do jornal Folha de S. Paulo, a expectativa é que 60 senadores se inscrevam para se pronunciarem na sessão. Os parlamentares terão de dez a 15 minutos para discursarem. O provável, no entanto, é que a sessão dure mais de dez horas, por conta da possível manifestação da defesa de Dilma, do relator e de questões de ordem.

Para que a presidente Dilma seja afastada por até 180 dias e julgada por crime de responsabilidade é preciso que a maioria simples dos senadores votem a favor da admissibilidade do processo de impeachment. Ou seja, pelo menos 41 votos dos 81 senadores.

40 mil na Esplanada

Neste domingo começou a ser reerguido na Esplanada dos Ministérios o alambrado que dividirá os manifestantes pró e contra o impeachment. O muro vai da Catedral Metropolitana de Brasília até a Alameda dos Estados.

Também está mantido o esquema de segurança das forças policiais. A expectativa é que até 40 mil pessoas passem pela Esplanada nesta quarta-feira. A redução no número de manifestantes em comparação à votação na Câmara, no dia 17 de abril, é explicada pelo fato de ser dia de semana e haver uma certa previsibilidade em relação ao resultado da votação.