ImprensaNotícias

Placar do impeachment: apoio ao pedido de afastamento sobe de 349 para 361

26339939022_9b3b51e235_k-1024x682 (1)À medida que o governo Dilma amarga baixas em partidos que faziam parte de sua base aliada, as adesões ao impeachment crescem a cada dia. Após reunião na tarde desta quinta-feira (14), parlamentares da oposição anunciaram que os votos a favor passaram de 349 para 361, enquanto há 24 indecisos e 128 votarão com Dilma. “É um número bastante razoável. Para quem precisa de 342, nós já atingimos e superamos os votos necessários”, resumiu o deputado Carlos Sampaio (SP), um dos coordenadores do comitê pró-impeachment.

O tucano também foi questionado sobre uma lista articulada por aliados da presidente Dilma sobre uma enganoso pedido de criação de uma frente parlamentar “em defesa da democracia” com 186 assinaturas. A relação de nomes é uma farsa, pois aliados ao Planalto disseram que esses deputados seriam contra o impeachment, o que é uma mentira.

“Lula e seus asseclas inventam números. A imprensa e o governo sabem que já atingimos o número. Este jogo é uma evidência que cada vez que Lula fala a operação de compra de votos está em jogo. Isso é muito ruim para ele e para a presidente Dilma, porque eles não conseguem mais angariar votos pela simpatia ao governo. Conseguem, única e exclusivamente, via compra de votos, o que é muito ruim para quem está no Parlamento”, disse Sampaio, ao apontar desespero.

Quanto aos indecisos, o tucano avalia que a maioria votará pelo impeachment no domingo. “Vamos nos manter firmes em cima desses 24”, disse o deputado Bruno Araújo (PE).

*Do portal do PSDB na Câmara