ImprensaNotícias

Lula é alvo de mais um panelaço, desta vez ao fazer defesa de Dilma em SP

08/03/2015.Credito:Leandro Couri/EM/D.A Press.Belo Horizonte.MG.Brasil. Panelaco pede a saida da preseidente Dilma, na hora de seu pronunciamento.

PanelaDilmaDivulgacaoAs declarações públicas da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula têm sido acompanhadas de panelaços e buzinaços por parte da sociedade insatisfeita com o atual governo. Desta vez, o ex-presidente foi recebido com um forte panelaço no início de um ato político realizado nesta segunda-feira (4) em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo, São Paulo. O protesto contra Lula foi promovido por moradores de prédios e casas próximos à sede do sindicato que não concordam com o discurso do petista em defesa de Dilma.

Na ocasião, Lula tentou persuadir a plateia, formada em sua maioria por metalúrgicos, a ir para as ruas no dia em que a Câmara votar o pedido de abertura do processo de afastamento da presidente da República.

No último sábado (02), Lula também não foi bem recebido em Fortaleza (CE). Sua chegada foi marcada por protestos na Praça Portugal, no bairro Aldeota. A manifestação foi convocada pelas redes sociais contra a presença do petista no Ceará e começou com a instalação de “um panelaço em outdoor” e faixas em vias de grande movimento da cidade. O Sindicato dos Médicos do estado pendurou panelas perto da Praça Portugal, numa referência aos protestos com “panelaços”.

Outros panelaços aconteceram em São Paulo também no sábado (2). Um grupo de manifestantes pró-impeachment se uniu aos acampados na avenida Paulista para protestar. Com buzinas e panelas nas mãos e apitos, cidadãos fizeram bastante barulho e pediram a interação dos motoristas que passavam pelo local. Muitos deles, também a favor do impeachment da petista, engrossaram o coro com buzinaços.

Durante todo o mês de março foram registradas, em todo o país, manifestações contra o governo e a nomeação do ex-presidente Lula como chefe da Casa Civil, além de outras medidas anunciadas pelo governo petista.