ImprensaNotícias

Tucanas comemoram Sexta-Feira do Juízo Final

A Executiva do PSDB Mulher Nacional, de olho na Lava Jato até durante o almoço
A Executiva do PSDB Mulher Nacional, de olho na Lava Jato até durante o almoço

A Executiva do PSDB Mulher Nacional, de olho na Lava Jato até durante o almoço

Brasília (DF) Atualizado às 12h39 – Os brasileiros acordaram ainda procurando saber da repercussão da delação premiada do senador Delcídio do Amaral, divulgada na tarde de quinta-feira (03), para descobrir, atônitos que a Polícia Federal havia deflagrado a 24ª fase da Operação Java Jato, batizada de Alethea – busca da verdade em grego.

Com onze mandatos de condução coercitiva em execução, entre eles o do ex-presidente Lula – o que motivou a declaração do procurador Carlos Fernando Lima, de Curitiba, de que “Não há ninguém imune à investigação, seja em Curitiba, seja em Brasília” -, a manhã foi marcada por verdadeiras batalhas campais, insufladas pelo presidente do PT, Rui Falcão, que convocou a militância às ruas.

Reunidas em Brasília para a reunião da Executiva Nacional, que vai acontecer na tarde desta sexta-feira na sede do partido, várias tucanas comemoraram o que parece ser o começo do fim de um dos mais tenebrosos períodos da História brasileira.

A ouvidora do Secretariado Nacional e advogada, Sandra Quezado, era só alegria: “Que orgulho eu tenho do PSDB, dos movimentos sociais, do MP, do Poder Judiciário e da Polícia Federal que insistiram, persistiram e acreditaram que a verdade iria prevalecer afinal”.

A gaúcha Angela Sarquiz, 2ª secretária do PSDB Mulher Nacional, comentava. “É o resgate da ética, da boa e correta política. Vamos acabar de vez com esse esquema de corrupção que quebrou o país. BRASIL com justiça. Moro, és um herói, ainda veremos Lula e os demais da quadrilha presos”.

Ela pode estar certa, já que, segundo o Estadão, durante a coletiva ocorrida hoje de manhã em Curitiba, houve uma fala bem significativa.

““ Estamos apurando essa hipótese (de Lula ser o líder). Certamente o governo dele foi um dos grandes beneficiários pela compra desse apoio político-partidário. Investigamos se houve alguma vantagem ao senhor Luiz Inácio”, afirmou o procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, durante entrevista na sede da Polícia Federal, em Curitiba.”.

Para Adriana Toledo, coordenadora de Formação e Cidadania, “o trabalho da PF nos dá a esperança de que o Brasil tem instituições sólidas e de que vamos passar a limpo toda a corrupção estabelecida no governo do PT e da presidente Dilma. Em breve estaremos vivendo novos tempos com a força do povo brasileiro”.

A presidente do PSDB Mulher de Pernambuco, Terezinha Nunes, acredita que com o rumo que tomaram as investigações da Operação Lava Jato, na deflagração nesta sexta-feira (04/03) da 24ª fase que tem como alvo principal o ex-presidente Lula, fará do Brasil “um outro país”.

Para a tucana, a forma como as investigações vinha sendo conduzidas sinalizavam para esse desfecho e a solidez das instituições do país, segundo Terezinha, irão permitir a punição dos corruptos “em todas os matizes”. Abaixo, a declaração da presidente do PSDB Mulher-PE:

“Pela forma que vinha se conduzindo a operação Lava Jato estava ficando claro esse desfecho. O país a partir de hoje será outro. Instituições sólidas e o apoio popular estão nos permitindo punir os corruptos de todos os matizes, inclusive os mais graúdos. Viva a Democracia!”

Kátia Maciel, presidente do PSDB Mulher-RN, diz que a sexta-feira, 4 de março, é uma data importante para a história política do país. “Sinto-me com uma mistura de sentimentos; de um lado a tristeza acerca dos últimos acontecimentos, um ex-presidente da República conduzido coercitivamente para prestar depoimento à Polícia Federal por envolvimento em atos ilícitos. Por outro, alegria por perceber que a lei é Erga Omnes, ou seja, para todos, e não para uma pequena minoria”.