ImprensaNotícias

Antena telefônica em Atibaia foi presente de amigo para Lula

sitioO responsável por conseguir a instalação de uma antena de celular da operadora Oi, próxima ao sítio frequentado pela família Lula em Atibaia (SP), foi o ex-sindicalista José Zunga Alves de Lima, funcionário da operadora.

Zunga, amigo pessoal do ex-presidente, fez negociações internas na Oi para a instalação do equipamento em 2010 como forma de presentear o petista, segundo revela nesta quarta-feira (17) o jornal Folha de S. Paulo. Em 2008, Zunga foi indicado pelo próprio ex-presidente para ocupar uma vaga no conselho consultivo da Anatel. Foi afastado em 2010 por conflito de interesse e porque tinha um cargo na operadora telefônica.

Dentro da Oi, segundo o jornal, o pedido foi conduzido por João de Deus Pinheiro Macedo, que na época era diretor da empresa, com a aprovação de Otávio Marques de Azevedo, presidente da AG Telecom, uma das controladoras da Oi junto com o grupo Andrade Gutierrez – investigado no esquema de corrupção na Petrobras. A operadora Oi não está entre as empresas investigadas pela Operação Lava Jato, que os desvios na estatal.

Segundo a Folha, a antena da Oi é mais um indício de que empresas dirigidas por amigos do ex-presidente Lula bancaram obras e melhorias no sítio que Lula diz não ser de sua propriedade. Para construir a antena, a operadora precisou alugar um terreno localizado a 100 metros da entrada do sítio.

Cálculos de engenheiros de telecomunicações ouvidos pelo jornal, que preferiram ficar sob a condição de anonimato, indicaram que a obra custou cerca de R$ 1 milhão entre equipamentos, licenças e taxas. Eles afirmam que, pela geografia da área e o mapa das antenas das outras operadoras, o equipamento foi instalado só para atender ao sítio de Atibaia.

O deputado federal Marco Tebaldi (PSDB-SC) classifica o caso de “vergonha nacional” e ressalta a importância das investigações para a solução do impasse envolvendo propinas e favorecimentos ilícitos ao ex-presidente. “Agora as coisas estão aparecendo. Não adianta mais o ex-presidente dizer que não sabia. O sítio está lá. A antena está ali e foi a Oi que bancou. Está comprovado que ele se utilizou do poder para benefício próprio, de sua família e de seus amigos. Isso é crime e ele precisa ser responsabilizado”, afirmou.

Para o parlamentar, a única maneira da política brasileira recuperar sua credibilidade é a penalização dos envolvidos em ilicitudes. “Nós só vamos recuperar a confiabilidade do país quando o Lula for para a cadeia. A sociedade está vendo e tem que se posicionar contra esse tipo de atitude”, disse.

Tebaldi acredita que o fato de o ex-presidente evitar dar explicações sobre os imóveis que estão sendo investigados pela Operação Lava Jato já é um forte indício de que são verdadeiras as acusações que pesam sobre ele. “O Lula tem medo de depor. O tempo dele já venceu e é só uma questão de tempo para ele ir para a cadeia e a Dilma ser retirada do poder”, concluiu o deputado.