NotíciasPSDB Mulher pelo Brasil

Tieza Lemos: Mulheres têm mais habilidades para priorizar pessoas sobre coisas

Foto: Arquivo pessoal
Foto: Arquivo pessoal

Foto: Arquivo pessoal

Brasília(DF) – O PSDB Mulher Nacional cresce a cada dia e, melhor do que isso, conta com integrantes fortes, decididas, competentes e preparadas para ocupar, no mundo e na política, o lugar que lhes pertence por direito e justiça. Para nós a qualidade vem primeiro, sempre.
Conheça a vereadora Tieza Lemos, de Araçatuba/SP, temos muito orgulho dela.

1. Qual a importância do trabalho de uma mulher numa câmara de vereadores?

Homens e mulheres devem ser iguais em direitos e oportunidades mas são diferentes nas suas capacidades inatas, nas suas estruturas físicas e mentais, no jeito de amar e demonstrar o amor, no jeito ser, de fazer e ver as coisas, nas suas demandas. As mulheres têm mais habilidades para absorver a inadiável tarefa de re-humanizar o mundo, priorizando as pessoas sobre as coisas; ensinando que a ternura e o cuidado devem fazer parte da agenda do desenvolvimento sustentável visto que os recursos estão se esgotando. Enquanto as mulheres defendem que o acesso de pessoas com mobilidade comprometida (especialmente cadeirantes), ao interior dos estabelecimentos de uso coletivo, deve ser pela porta principal, os homens contestam alegando que basta garantir o acesso; exigir que ele seja pela porta principal pode ser oneroso e criar obstáculos para os investimentos.

2. A senhora sofreu algum tipo de preconceito por ser mulher?

Não, acho até que podemos contabilizar algumas “gracinhas”, algumas piadinhas de mau gosto. Apenas isso.

3. Quais os projetos, as ações que a senhora realizou no seu atual mandato com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das mulheres de seu município?

Projetos diretamente voltados às mulheres, apenas uma emenda a um projeto que instituía a campanha de prevenção ao câncer de mama, inicialmente proposto para o mês de agosto, que conseguimos alterar para outubro. Mas há vários projetos cuja motivação foram demandas trazidas pelas mulheres, como por exemplo o domínio de Libras (língua brasileira de sinais) por alguns funcionários, em todos os setores do atendimento ao público da prefeitura. Na consulta médica, haveria disponibilidade de atendentes capazes de interpretar os questionamentos de jovens surdas e mudas, que se comunicam apenas por sinais. Outro é que, na ausência de vagas para todas as crianças, a prioridade seria para as mães que trabalham e as que estudam, para que a maternidade não seja o motivo para que abandonem a escola (este, em implementação).

4. Quais são os principais problemas e demandas das mulheres em seu município?

São inúmeras na área da saúde, inclusive fazemos parte de uma comissão para impedir o fechamento do Hospital Municipal da Mulher, anunciado recentemente pelo prefeito. Mobilidade urbana: calçadas perigosas e iluminação pública deficiente. Falta de vagas para as crianças no ensino infantil, principalmente para período integral.

5. Pretende se candidatar novamente e a qual cargo?

Sou candidata à reeleição para vereadora.