ArtigosImprensa

“Democracia adulta”, por Solange Jurema

Solange-Jurema-Foto-George-Gianni-A presidente Dilma Rousseff sempre surpreende e, a cada semana, se supera em suas declarações à mídia e à população em geral. Depois da “mandioca”, da “meta dobrada sem meta”, do “estoque de vento”, a petista, que ocupa Presidência da República, inovou no começo desta semana, definindo, em entrevista à CNN, a democracia brasileira como “adolescente”.

Um absurdo e uma agressão a todos os poderes, às instituições e à sociedade brasileira. Passadas três décadas da redemocratização do país e cinco eleições presidenciais seguidas, – incluídas as duas em que se elegeu – a democracia brasileira está maduríssima.

A frase infeliz da presidente da República surgiu como um contra-argumento a uma pergunta sobre a possibilidade de seu impeachment.

Sem argumentos, sabendo que conta com apoio de apenas 10% da população e que a sua base no Congresso Nacional sequer conseguiu aprovar integralmente sua proposta de ajuste fiscal, a petista recorreu a mais um palpite infeliz.

Não, definitivamente não, presidente!

A democracia brasileira é madura e já deu demonstrações cabais disso, inclusive com o impeachment de outro presidente da República, Fernando Collor, em 1992, e sua substituição pelo vice-presidente, sem qualquer perturbação da ordem pública ou politica.

Assim como nesse marcante episódio da história política recente do Brasil, os três Poderes da República funcionam normalmente. As instituições, a imprensa e o povo em geral cumprem e respeitam a Constituição.

Talvez seja exatamente isso o que lhe incomode, presidente.

A Polícia Federal investigando quem deve ser investigado, o Ministério Público Federal agindo com determinação, a Justiça julgando com imparcialidade e, baseado em fatos comprovados, tudo isso traz muitos transtornos a você e a seus amigos próximos.

Deve ser difícil, afinal, ver dois ex-presidentes do seu partido condenados e presos, assim como dois ex-tesoureiros e mais uma dezena de parlamentares e ex-ministros na mesma situação e a senhora não poder fazer nada…

Nossa democracia é madura e já não aceita mais conchavos e “jeitinhos”, tão desejados por seus correligionários.

Agora, a imprensa livre denuncia, o Ministério Público apura, a Polícia Federal investiga e a Justiça condena, como está fazendo o juiz Sérgio Moro e o Supremo Tribunal Federal.

Adolescente, infelizmente, continuam sendo suas falas semanais.