ImprensaNotícias

Desemprego entre jovens no Brasil chega a 15,8%

seguro_desemprego_1Brasília (DF) – O Brasil e Turquia são os dois países emergentes que mais veem crescer o desemprego entre os jovens. Levantamento feito em 43 países pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) apontou que a taxa de desempregados com idade entre 15 e 24 anos já chega a 26,6%, quase o dobro do que mostram as estatísticas do governo.

De acordo com o jornal Valor Econômico desta sexta-feira (9), a desocupação entre os jovens brasileiros passou de 13,8% em 2014 para 15,8% no primeiro semestre de 2015, de acordo com dados oficiais. Já na Turquia, a taxa subiu 2,1 pontos percentuais, atingindo 18,5%.

A autora do relatório, Sara Elder, usou também pesquisas feitas com o apoio da OIT para “entender a magnitude da desocupação e dificuldades entre jovens no Brasil”.

Segundo a pesquisadora, uma imagem mais verdadeira do problema vem quando se leva em conta o desemprego pelo desalento, incluindo gente que desistiu de procurar vaga de trabalho ou simplesmente não quis tentar entrar no mercado. Nesse caso, o índice brasileiro pula para 26,6%.

Retrocesso

Para a OIT, o retrocesso é “evidente” no Brasil. O trabalho informal e precário, com salário menor e sem proteção social cresce cada vez mais. De acordo com o órgão, “decididamente está mais difícil para os jovens conseguirem uma ocupação, mesmo bem qualificados.

A diretora do Departamento de Políticas do Emprego da OIT, Anita Berar Awad explicou que as taxas só não são maiores porque muita gente prefere continuar estudando, na ausência de trabalho. “Há muitos universitários no Brasil, China e outros emergentes que simplesmente não conseguem trabalho”, afirmou.