ArtigosImprensaNotícias

“Nossa Missão nas Próximas Eleições”, por Dell Santos

Dell Santos de brancoA vizinha-se cada vez mais a eleição para prefeitos de 2016. Após uma turbulenta e apertadíssima eleição presidencial, a de 2014, vai-se aproximando a chance de um redesenho no quadro político nacional e do peso de cada partido nos poderes legislativo e executivo. As eleições municipais são sempre um forte indicador do que pode se desenhar nas próximas eleições presidenciais, as prefeituras são fundamentais para o nível de sustentação dos partidos, e o amplo poder nos municípios confere musculatura e envergadura para qualquer partido que se leve a sério.

Precisamos ter a visão nítida de que o quadro atual de crises política e econômica enseja uma forte movimentação na distribuição do poder entre os partidos. A despeito dos desgastes e dos males que a crise traz, é preciso que saibamos pleitear nosso lugar ao sol nesse momento em que o governo federal não soube conduzir o país da forma mais apropriada, sem que sejamos, por isso, vistos como oportunistas ou profetas do apocalipse. O PSDB é um partido que tem tradição. É um dos principais expoentes da política nacional, e nos campos econômico e social foi o partido que abriu possibilidades para um país mais estável e menos desigual. Temos de saber defender nosso legado, assim como temos de nos defender da pecha de elitista que nossos adversários tentam atribuir a nós. O governo Geraldo Alckmin foi quem implantou um dos melhores programas sociais já criados por estados: o Bom Prato. Fernando Henrique foi quem pavimentou a estabilidade econômica no país, o maior de todos os programas sociais. Sem ela, nada mais poderia ter sido feito. José Serra, como ministro da Saúde, efetivou os genéricos, aliviando grande parte da população, em especial os mais pobres, dos altíssimos custos dos medicamentos.

Essa é a primeira atitude que devemos tomar: livrarmo-nos dessa falácia de que não governamos para pobres. A segunda é mostrar que efetivamente conhecemos as cidades que pretendemos administrar, pois para combater bem os problemas de cada município é preciso bem identificá-los: precisamos conhecer perfeitamente o inimigo, se quisermos aplicar-lhe o nocaute. Temos, em nossos quadros, muitas pessoas que conhecem muito bem as suas respectivas cidades. Serra, quando se candidatou a prefeito, mostrou o conhecimento exaustivo que tinha de cada bairro, cada subprefeitura da capital paulista. Alckmin, com sua proposta de expansão da malha de trens e metrô na Região Metropolitana de São Paulo, revela o conhecimento aguçado que tem de cada bairro, cada regional, cada município da Grande São Paulo, e com isso propõe ações que de fato melhorarão o padrão de deslocamento da população periférica na malha urbana de São Paulo. Em Minas o PSDB aprimorou a gestão do transporte, por exemplo, tanto no estado como nos municípios que governou. Para ficar ainda no exemplo do transporte, a Bahia, que o PSDB não administrou e que está em mãos petistas há mais de oito anos, bateu recorde no que diz respeito à morosidade das obras quando se fala do metrô de Salvador. O PSDB mostra, em sentido lato, que onde governa domina os respectivos assuntos, e isso se vê tanto em municípios quanto nos estados.

Por último gostaria de dizer que a cidade de São Paulo é o carro chefe das eleições municipais, e ela pode perfeitamente ensejar um novo encaminhamento da política nacional. Temos excelentes quadros para a capital paulista e já a administramos mais de uma vez. Foi o PSDB quem efetivou a melhoria do bairro de Heliópolis, entre tantas outras ações que proporcionaram mais qualidade de vida aos paulistanos. Temos simplesmente o dever de ser parcimoniosos e tomar a melhor decisão possível para a escolha do nosso candidato a prefeito de São Paulo. De São Paulo saem nomes para o Brasil. São Paulo é ponto nevrálgico, estratégico, e que deve ser tratado com primazia. Além do mais, a capital paulista já deu inúmeras provas de que está cansada do PT. Estamos com a faca e o queijo na mão. Nomes é que não nos faltam.

*Dell Santos é Coordenadora de eventos do Secretariado Municipal de Mulheres da Capital PSDBMULHER e 2ª vice presidente do Tucanafro Municipal.