PSDB Mulher pelo Brasil

Belém: professora da rede municipal ganha reconhecimento nacional

CreateThumbnailMais uma vez Belém é destaque na educação. A professora Maria Regina Ferreira da Silva, da Escola Municipal José Alves Cunha, foi selecionada na ação de reconhecimento do trabalho dos professores “Rede que Ensina”, realizada pelo Projeto Trilhas, do Instituto Natura.

Educadores de todo o Brasil inscreveram experiências desenvolvidas com seus alunos na sala de aula, tendo como base os Cadernos de Orientações do Trilhas, utilizando livros literários variados. Dentre as 748 experiências inscritas, apenas 40 profissionais foram destaques. Suas vivências estão reunidas no caderno Trilhas da Leitura pelo Brasil, também disponível em versão eletrônica.

“Apreciar a leitura de um texto em voz alta pelo professor” e “Reescrever e revisar um conto conhecido” foram as experiências inscritas pela professora Maria Regina. As atividades incentivam o desenvolvimento da escrita de textos narrativos, da oralidade, leitura e compreensão do texto. Também estimula a leitura de outros contos.

“Às vezes achamos que as atividades que fazemos na sala de aula são simples e normais, mas este reconhecimento veio mostrar a importância delas. Por isso em nossas formações falamos de como é bom registrar o que fazemos com os alunos, porque pode servir de exemplo e estímulo para outros”, pontuou a professora. “Ter este reconhecimento foi muito emocionante. É como se tivesse recompensado todo o nosso  esforço”, completou.

O Trilhas tem o objetivo de inserir as crianças do primeiro ano do Ensino Fundamental em um universo letrado. Para isso, disponibiliza um conjunto de materiais elaborados para apoiar o professor no desenvolvimento de atividade no campo da leitura, escrita e oralidade. São cadernos de orientação, jogos educativos, cartelas para atividades, além de títulos literários.

Município Leitor

Este ano, Belém conquistou o prêmio de reconhecimento de “Município Leitor”, também concedido pelo projeto Trilhas. Uma conquista inédita para o município, que foi avaliado a partir de suas experiências de mobilização para a leitura, potencial para transformar a realidade local e capacidade de inspirar cidades por todo o país.

Foto: Tássia Barros – Comus
Secretaria Municipal de Educação (SEMEC)