ImprensaNotícias

Maria Lúcia Amary assume presidência da ALESP

A deputada do PSDB assumirá a presidência porque o titular, Fernando Capez, representará a Assembleia em missão oficial de 20 a 25 deste mês no Libano
A deputada do PSDB assumirá a presidência porque o titular, Fernando Capez, representará a Assembleia em missão oficial de 20 a 25 deste mês no Libano

A deputada do PSDB assumirá a presidência porque o titular, Fernando Capez, representará a Assembleia em missão oficial de 20 a 25 deste mês no Libano

Segunda mulher mais bem votada do Estado em 2014, com 120.308 votos, a deputada Maria Lúcia Amary (PSDB), que tem base em Sorocaba, assume a presidência da Assembleia paulista nesta 4ª (20). Ao tomar posse, ela se tornará a primeira mulher nos últimos 48 anos a ocupar o cargo na Assembleia mais importante da América Latina. A última e primeira vez foi em 67 com Maria da Conceição da Costa Neves. Eleita 1ª vice-presidente da Casa em março, a deputada assumirá a presidência porque o titular, Fernando Capez (PSDB), representará a Assembleia em missão oficial de 20 a 25 deste mês no Libano. “É um momento histórico para nós, mulheres, porque somos maioria da população, mas não temos representação numérica à altura e a ocupação de postos de comando incentiva uma melhora nisso”, disse. Para a deputada, a eleição para a 1ª vice-presidência, cargo que vem sendo ocupado em geral por homens, já foi um marco. Agora, a conquista se consolidará com a prática do exercício da presidência.

 

Agência Metropolitana

Na primeira sessão presidida pela deputada Maria Lúcia Amary (PSDB) na Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira, os deputados aprovaram, por unanimidade, o projeto do governador Geraldo Alckmin (PSDB) que cria a Agência Metropolitana, o último órgão para o funcionamento da Região Metropolitana de Sorocaba.

“É um marco histórico para nós que somos da região e para as populações das 26 cidades que a compõem. A Região Metropolitana de Sorocaba era uma necessidade. Os nossos municípios têm problemas comuns para os quais sozinhos não conseguem encontrar as soluções ideais. Agora isto vai ser possível”, disse a deputada.

O projeto institui a Agência Metropolitana como uma autarquia, de caráter territorial, com sede no município de Sorocaba, vinculada à Secretaria de Estado da Casa Civil, cujas funções serão as de organização, planejamento e execução das funções de interesse comum dos municípios que compõem a Região Metropolitana de Sorocaba .

 

Carreira política

Maria Lúcia Amary nasceu em Santos, mas fez carreira política em Sorocaba, onde foi a primeira mulher a presidir um partido político. Representando a região, ela cumpre atualmente o quarto mandato.

Entre os três mandatos anteriores foi líder da bancada do PSDB e vice-líder do Governo. Também presidiu a Comissão de Constituição, Justiça e Redação, quando fez a consolidação das leis relativas à mulher.

Já integrou as comissões de Finanças, Orçamento e Planejamento e a Comissão de Educação, além das extintas comissões de Assuntos Municipais e de Cultura, Ciência e Tecnologia.

Em 2014, ainda foi relatora da Lei de Diretrizes Orçamentárias e do Orçamento para 2015. Coordena as Frentes Parlamentares de Desoneração Tributária de Medicamentos e de Motoristas Criminosos.

 

Professora e advogada

Professora e advogada, a deputada tem mestrado em Direito Constitucional e Administrativo pela PUC/SP.

Entre as leis de sua autoria destacam-se: a que garante o atendimento especial às mulheres e crianças vítimas de violência sexual, a que fecha estabelecimentos que venderem bebidas alcoólicas para menores e a que permite protesto de dívidas de aluguel e condomínio.

Também é autora de projetos como o que institui o ensino religioso na rede pública, assistência básica em reprodução humana, saúde da mulher detenta, qualidade de vida da mulher no climatério, saúde na escola pública e que chama a atenção para tratamento do mutismo.

*Da Assessoria de Imprensa da deputada Maria Lúcia Amary