ImprensaNotícias

Tucanas comemoram 83 anos da conquista do voto feminino

O requerimento para a realização da audiência foi assinado pelas deputadas Mara Gabrilli (SP), Geovânia de Sá (SC), Mariana Carvalho (RO), Bruna Furlan (SP) e Shéridan (RR)

Posse deputadas federais 2015Brasília (DF) – Há exatos 83 anos, as mulheres conquistaram o direito ao voto. Em 24 de fevereiro de 1932, no governo do presidente Getúlio Vargas, o Decreto-Lei 21.076 garantiu que as mulheres casadas, viúvas e solteiras com renda própria pudessem escolher seus representantes. A data virou um marco na história da mulher brasileira.

 

A bancada feminina do PSDB ressaltou que a contribuição das mulheres no processo eleitoral é fundamental à sociedade. Para a deputada federal Mara Gabrilli (PSDB-SP), se o número de mulheres e homens fosse equilibrado no Congresso, o Brasil teria “avançado muito mais”.

 

“Lentamente, a participação feminina está caminhando. Os partidos devem oferecer cursos de capacitação às mulheres para que, cada vez mais, ampliemos o nosso espaço na política, lugar que, historicamente, pertenceu aos homens”, incentivou a tucana.

 

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) disse que o direito ao voto e a participação das candidatas nas eleições são um grande avanço para o país. “É uma forma das mulheres mostrarem que têm potencial, que também influenciam – e muito – nas decisões do país”, explicou.

 

Segundo a tucana, o time feminino está batalhando por seus objetivos. “A luta é de todas as mulheres. Não só na política, mas em todos os setores da vida. Ainda há muito progresso pela frente”, reiterou.

 

Conquistas

 

Outra conquista é o aumento do número de mulheres na política. Atualmente na Câmara, 9,94% das cadeiras são ocupadas por deputadas, contra os 8,77% da legislatura iniciada em 2011.

 

De acordo com a  deputada federal Geovânia de Sá (PSDB-SC), as parlamentares são o espelho para o público feminino. “Percebo, por meio das redes sociais, que somos o espelho para muitas mulheres. Nosso trabalho no Congresso incentiva a participação feminina na vida política!”, observou.

Mariana concordou com a deputada. “Acredito que hoje a gente conseguiu incentivar a participação feminina e mostrar que todas podemos assumir um cargo político”, ressaltou.