ImprensaNotícias

Empresário do setor petroquímico denuncia José Dirceu como o ‘negociador’ dos acordos bilionários

DIRCEU / JUVENTUDE PTBrasília (DF) – O ex-ministro José Dirceu, preso em Brasília pelo mensalão, é apontado como o homem que também negociava acordos bilionários suspeitos na Petrobras. A acusação é de um empresário do setor petroquímico Caio Gorentzavaig, um dos donos da petroquímica Triunfo, que se diz vítima do esquema. O empresário afirma ter provas das irregularidades nas compras das petroquímicas Suzano e Triunfo. A Procuradoria da República deve ouvi-lo nos próximos dias.

Reportagem da  TV Bandeirantes mostra uma longa entrevista com Gorentzavaig que ele relata as negociações conduzidas pelo ex-presidente da Petrobras José Sergio Gabrielli e também com Paulo Roberto Costa, ex-diretor da estatal envolvido no escândalo da Operação Lava-Jato.  Segundo o empresário, a última palavra era sempre de José Dirceu e da Presidência da República, além do comando da Petrobras.

De acordo com Gorentzavaig, a negociação pela venda da petroquímica Suzano envolveu R$ 2,7 bilhões, sendo que a Petrobras arcou com uma dívida de R$ 1,4 bilhão. No caso da petroquímica Triunfo, que pertence à família do empresário, houve uma tentativa de acordo com decisão judicial, mas que a Petrobras reagiu impetrando novos recursos. O caso ainda não está encerrado.

Acesse aqui para assistir à reportagem completa da TV Bandeirantes.

*Fonte: Rede45